segunda-feira, 24 de outubro de 2011




EFEMÉRIDEWayne Mark Rooney, futebolista inglês do Manchester United, nasceu em Liverpool no dia 24 de Outubro de 1985.


Rooney destaca-se pela sua velocidade, precisão nas finalizações e temperamento forte, que muitas vezes lhe tem trazido expulsões, por discutir com os adversários ou reclamar excessivamente junto dos árbitros. Durante os Mundiais de 2006, nos quartos-de-final contra Portugal, foi expulso após uma violenta entrada sobre Ricardo Carvalho. Disse-se que, devido ao incidente, ele e Cristiano Ronaldo haviam tido uma discussão após o regresso a Manchester, mas ambos desmentiram o facto.


Estreou-se na equipa principal do Everton em 2002. Em Outubro, cinco dias antes de completar 17 anos, marcou um golo no último minuto que deu a vitória contra o Arsenal. Foi o mais jovem goleador da história da Premier League, um recorde que foi superado posteriormente por James Milner e James Vaughan.


Em Janeiro de 2003, assinou o seu primeiro contrato profissional que fez dele um dos jovens jogadores mais bem pagos do mundo.


Terminou a sua passagem pelo Everton em Setembro de 2004. Teve uma proposta de 18,5 milhões de libras do Newcastle United, mas o Manchester United contratou-o por 31 milhões de libras. Logo na sua estreia pelo United, fez um hat-trick na goleada por 6-2 sobre o Fenerbahçe, num jogo para a Champions League 2004/2005. No final da época seria eleito o Melhor Jogador Jovem do Ano. Na sua segunda temporada no Manchester, confirmou ser um dos jovens mais talentosos do mundo. Foi tão brilhante que conquistou os troféus de Jogador do Ano do clube, em eleição feita pelos adeptos do United, e novamente o de Melhor Jogador Jovem do Ano.


Na temporada seguinte, a de 2006/2007, marcou 23 golos em 55 jogos, incluindo 14 na Premier League, vencida pelo United.


Em 2007/2008, foi atormentado por várias lesões, mas fez parte da equipa que conquistou a “tríplice coroa”: a Premier League, a Champions League e o Mundial de Clubes da FIFA.


Durante a época 2008/2009, tornou-se o jogador mais jovem da história do futebol inglês a completar 200 partidas na Premier League e marcou o 100º golo da sua carreira profissional. Finalizou a temporada como segundo goleador da equipa, marcando 20 golos, menos seis que Cristiano Ronaldo.


Em 2009/2010, com a saída de Cristiano Ronaldo, que havia sido contratado pelo Real Madrid por cerca de 93 milhões de euros, passou a ser a principal estrela da equipa. Fez a melhor temporada da sua carreira, com um total de 34 golos em 44 jogos e actuações muito elogiadas.


Foi nomeado o Melhor Jogador do Ano em Abril de 2010. Em Outubro, após especulações sobre a sua saída do Manchester, renovou por mais cinco anos o seu contrato com o clube. Ficou a auferir um salário anual de 14 milhões de euros, montante que não incluía os contratos publicitários. Surpreendentemente, depois de um princípio de época lesionado, Rooney parecia ter perdido toda a sua eficácia, estando mesmo oito meses sem marcar um golo. Recuperou no entanto deste mau momento e voltou a iluminar os estádios com a sua classe. Em Agosto de 2011 atingiu e ultrapassou os 150 golos ao serviço do Manchester, tornando-se um dos melhores goleadores da história do clube.

Sem comentários:

Arquivo do blogue

Acerca de mim

A minha foto
- Lisboa, Portugal
Aposentado da Aviação Comercial, gosto de escrever nas horas livres que - agora - são muito mais...