domingo, 2 de outubro de 2011




EFEMÉRIDESting, de seu verdadeiro nome Gordon Matthew Thomas Sumner, músico, cantor e actor inglês, nasceu em Wallsend no dia 2 de Outubro de 1951. Antes de iniciar a sua carreira a solo, foi compositor, cantor e baixista da banda de rock The Police, formada em 1977 e que teve grande sucesso a nível mundial. Vendeu ao longo da sua carreira mais de cem milhões de discos, recebeu dezasseis Prémios Grammy e uma canção sua foi nomeada para o Oscar de Melhor Canção Original.


Filho de um revendedor de leite e de uma cabeleireira, foi educado de acordo com a religião católica por influência da avó paterna, de origem irlandesa. É casado pela segunda vez e tem seis filhos, vivendo repartido entre sete luxuosas residências na Europa e nos Estados Unidos.


Sting mostrou desde cedo um talento natural para a música, sobretudo após ter dedilhado pela primeira vez uma velha guitarra que um tio lhe tinha dado quando ele tinha oito anos de idade. Foi incentivado também pela sua mãe, que era pianista amadora.


Seguiu cursos no Northern Counties College of Education de 1971 a 1974, ensinando depois durante dois anos na St. Paul's Middle School de Cramlington. Durante estes anos tocou com grupos de jazz, à noite e nos fins-de-semana. O seu nome artístico (Sting) foi-lhe atribuído em 1972 devido a um pulôver negro com riscas amarelas que ele usava nas suas actuações. Um dos colegas, achando que ele se parecia com uma abelha, passou a chamá-lo “Sting” (picada ou ferroada em inglês).


A sua primeira actuação a solo foi em 1981, num show para a Amnistia Internacional onde tocou “Roxanne” e “Message in a Bottle”.


Em 1985, lançou o álbum “The Dream of the Blue Turtles” acompanhado por um elenco de músicos de jazz. Com este álbum, ganhou o Grammy de Melhor Álbum Europeu.


Já conhecido por fazer parte do grupo The Police, tornou-se ainda mais famoso após uma tournée em 1987, para apresentação do seu disco “Nothing Like the Sun”. Após um inesquecível concerto no Estádio do Maracanã, viajou pela Amazónia, onde conheceu o chefe kayapo Raoni, cuja amizade o levaria a defender a causa da ecologia.


Sting aventurou-se também no cinema. O seu primeiro filme foi “Quadrophenia” (1979). Também participou em “Brimstone and Treacle” (1982), “Duna” (1983) e “Feyd-Rautha” (1984). Fez aparições na televisão em “Family Guy”, “The Simpsons”, “Bee Movie” e “Ally McBeal”.


Em 1987, o álbum “Nothing Like the Sun” foi dedicado à sua mãe que tinha falecido há pouco tempo. Com este álbum, ganhou um Disco de Platina Duplo.


Pouco tempo depois, em 1988, lançou “Nada como el sol”, uma selecção de cinco músicas cantadas em espanhol e em português. Neste mesmo ano, participou numa grande tournée da Amnistia Internacional, que passou por Buenos Aires, União Indiana, Paris, Londres e Turim. Nestes concertos foi acompanhado por Bruce Springsteen e Peter Gabriel, entre outros.


Lançou em 1991 o álbum “The Soul Cages”, dedicado ao pai que morrera recentemente. No ano seguinte, foi-lhe concedido o título de Doutor Honoris Causa em Música pela Northumbria University.


Chegou aos píncaros do sucesso em 1994, juntamente com Bryan Adams e Rod Stewart, que fizeram a música “All for Love” para o filme “The Tree Musketeers”. Em Fevereiro ganhou mais dois Grammies e foi nomeado para outros três.


Em 1996, cantou com Tina Turner no singleOn Silent Wings”. Em 2002, ganhou um Globo de Ouro com a canção “Until…” para o filme “Kate and Leopold”. Nesse ano, recebeu a Comenda da Ordem do Império Britânico.


A sua autobiografia foi lançada em Outubro de 2004 pela Broken Music. Em 2005, participou no álbum “Monkey Business” do grupo americano de hip-hop The Black Eyed Peas.


Em 2007, a banda The Police reuniu-se de novo para uma tournée comemorativa dos 30 anos do lançamento do seu primeiro compacto. Apresentaram-se com grande êxito nos Estados Unidos, Europa, América do Sul, Austrália, Nova Zelândia e Japão. Sting organiza anualmente, em cada mês de Abril, um concerto de beneficência.

Sem comentários:

Arquivo do blogue

Acerca de mim

A minha foto
- Lisboa, Portugal
Aposentado da Aviação Comercial, gosto de escrever nas horas livres que - agora - são muito mais...