quarta-feira, 16 de maio de 2012

EFEMÉRIDEHenry Jaynes Fonda, actor de cinema norte-americano, nasceu em Grand Island no dia 16 de Maio de 1905. Morreu em Los Angeles, em 12 de Agosto de 1982. É o patriarca de uma família de actores, entre os quais se contam os filhos Jane Fonda e Peter Fonda e a neta Bridget Fonda.
De origem holandesa, estudou Jornalismo na Universidade de Minnesota, mas abandonou o curso no segundo ano. Em 1925, quando já estava a trabalhar numa empresa em Omaha, foi convidado para fazer um papel importante numa produção amadora da Omaha Community Playhouse. Apaixonou-se pelos palcos. O seu primeiro trabalho profissional teve lugar na peça “You and Me” de Philip Barry.
Em 1928, já em Manhattan e nos University Players, protagonizou “Devil and the Cheese”, ao lado de Margaret Sullavan, que se tornaria sua primeira esposa dois anos depois. O casamento duraria pouco mais de um ano e Henry foi para Hollywood fazer cinema.
A sua estreia no cinema foi em 1935, repetindo o papel que já fizera no teatro na adaptação de “The Farmer Takes a Wife”. Durante a sua carreira, entrou em cerca de noventa filmes e foi dirigido por alguns dos maiores realizadores, como John Ford, Fritz Lang e Alfred Hitchcock.
Ainda na década de 1930, tornou-se amigo de outro actor estreante, James Stewart, amizade que durou até à sua morte. Em 1936, casou-se com Frances Seymour Brokwaw, uma americana rica e divorciada com quem teve dois filhos, os também actores Jane Fonda e Peter Fonda. O casamento terminou tragicamente em 1950, com o suicídio de Frances, após uma crise nervosa. Henry Fonda casar-se-ia mais três vezes.
Antes de partir para a Segunda Guerra Mundial como contramestre, fez mais de vinte filmes, alguns de grande êxito – tanto nas bilheteiras como junto da crítica. Entre outros, salientam-se: “Jezebel”, “Jesse James”, “Ao rufar dos tambores” e “As vinhas da ira”, com o qual foi nomeado para o Oscar de Melhor Actor.
No final da década de 1940, o seu regresso ao cinema e aos palcos foi um sucesso, com o filme “Paixão dos fortes” dirigido por John Ford e o espectáculo “Mister Roberts” que ficou três anos seguidos nos palcos de Filadélfia e Nova Iorque.
Nas décadas de 50, 60 e 70 dividiu-se entre os palcos e os ecrãs do cinema. No início dos anos 70, ao protagonizar um one-man-show em Nova Iorque, desmaiou nos camarins e teve que ser internado num hospital, onde lhe colocaram um pace-maker.
Meses antes de morrer, Henry Fonda recebeu o Oscar de Melhor Actor pela sua interpretação em “A Casa do Lago” (1981). 

Sem comentários:

Arquivo do blogue

Acerca de mim

A minha foto
- Lisboa, Portugal
Aposentado da Aviação Comercial, gosto de escrever nas horas livres que - agora - são muito mais...