sexta-feira, 21 de junho de 2013

21 DE JUNHO - JOÃO LOURENÇO

EFEMÉRIDEJoão Lourenço, actor e encenador português, nasceu em Lisboa no dia 21 de Junho de 1944.
Iniciou-se na rádio em 1952, como intérprete da Emissora Nacional. Estreou-se no teatro em 1957, na Companhia Rey Colaço – Robles Monteiro (Teatro Nacional), em “D. Inez de Portugal” de Alexandre Casona.
Em 1959, ingressou no Teatro Nacional Popular, companhia dirigida por Francisco Ribeiro. Quando esta terminou, trabalhou durante alguns anos em diversas companhias dos empresários Vasco Morgado e Giuseppe Bastos. Interpretou, entre outros autores, Samuel Beckett, Bernard Shaw, William Shakespeare, Garcia Lorca, Steinbeck, Molière, Goldoni, Beaumarchais e Lope de Vega.
Em 1966, deslocou-se ao Brasil numa digressão da companhia de Vasco Morgado. Passou pelo Teatro Ginásio do Rio de Janeiro e tomou contacto com grupos de teatro moderno brasileiro: Arena, Oficina e Opinião.
Fundou em 1966/67 o Grupo 4, ao lado de Irene Cruz, Rui Mendes e Morais e Castro. Aí produziu e interpretou diversas peças, regressando como actor ao Teatro São Luiz, numa companhia formada por Luiz Francisco Rebello.
Estreou-se como encenador em 1973, dirigindo na Casa da Comédia a peça “Oh Papá, Pobre Papá, a Mamã Meteu-te no Armário” e “Eu Estou Tão Triste”, de Arthur Kopit.
Integrando o Grupo 4, construiu em 1974/1975 um novo teatro em Lisboa, o Teatro Aberto. Em 1982, foi co-fundador do Novo Grupo de Teatro, a companhia residente do Teatro Aberto a partir de então.
Entre mais de cinquenta trabalhos, encenou obras de Bertolt Brecht, Dario Fo, Anton Tchekov e Ibsen. Participou em 1988 nas comemorações do 90° aniversário do nascimento de Bertolt Brecht, em Berlim Leste, com uma comunicação sobre as suas encenações de peças daquele autor.
No cinema, trabalhou como actor em filmes de João Mendes e Herlander Peyroteo. Para a televisão, participou no primeiro folhetim da RTP (“Enquanto Os Dias Passam”), realizou o filme “Romeu e Julieta – Uma Peça em Construção” (1989) e encenou peças de Jean Cocteau e de Poulenc.
Foi premiado como Melhor Encenador e Autor do Melhor Espectáculo, pela Associação Portuguesa de Críticos, tendo recebido várias outras distinções. Foi casado com a actriz Irene Cruz.

Sem comentários:

Arquivo do blogue

Acerca de mim

A minha foto
- Lisboa, Portugal
Aposentado da Aviação Comercial, gosto de escrever nas horas livres que - agora - são muito mais...