segunda-feira, 27 de outubro de 2014

27 DE OUTUBRO - HARRY SALTZMAN

EFEMÉRIDEHarry Saltzman, de seu verdadeiro nome Herschel Saltzman, produtor e cenarista de cinema canadiano, famoso por ter produzido nove filmes de James Bond, nasceu em Sherbrooke no dia 27 de Outubro de 1915. Morreu em Paris, em 28 de Setembro de 1994.
Nascido numa família judia, estudou pouco e, após desentendimentos com a mãe, saiu de casa ainda jovem e envolveu-se com o mundo circense no Canadá e nos Estados Unidos. Ainda na adolescência, tornou-se um verdadeiro caça talentos em Long Island e, com apenas 17 anos, formou o seu próprio circo quando voltou ao Canadá.
Após ter prestado serviço militar durante a Segunda Guerra Mundial, ficou em Paris, onde trabalhou em espectáculos teatrais (sobretudo em castings para escolha de elencos) e conheceu a sua futura esposa, Jacqueline, uma romena que tinha fugido do seu país durante a guerra.
Em 1956, produziu o seu primeiro filme, “The Iron Petticoat”, protagonizado por Bob Hope e Katherine Hepburn. Em seguida, fundou – juntamente com Tony Richardson e John Osborne – a Woodfall Productions. A companhia foi para o Reino Unido, onde produziu o primeiro filme, “Look Back in Anger” (1959). No ano seguinte, a Woodfall produziu “Saturday Night and Sunday Morning”, que venceu três prémios BAFTA, incluindo o de Melhor Filme Britânico. Também em 1960, o trio produziu “The Entertainer”, estrelado por Laurence Olivier. O filme foi também nomeado para vários BAFTA e um Oscar. Entretanto, apesar de serem muito bem recebidas pela crítica, os filmes da Woodfall Productions arrecadavam pouco dinheiro nas bilheteiras e Saltzman começou a enfrentar dificuldades para sustentar a família.
No início da década de 1960, a Woodfall foi dissolvida e Saltzman procurou um investimento mais sólido. Após ler o romance “Goldfinger”, escrito por Ian Fleming, decidiu comprar os direitos dos romances de James Bond. Em 1961, ofereceu 50 mil dólares pelos direitos, um enorme valor para a época e um investimento arriscado tendo em conta a sua situação financeira.
Ao mesmo tempo, o produtor Albert R. Broccoli estava à procura de um novo projecto e conversou também com Fleming sobre a possibilidade de adaptar Bond ao cinema. Foi-lhe dito que havia outras pessoas interessadas nessa possibilidade e foi assim que chegou até Saltzman. Os dois produtores decidiram unir-se para levar Bond ao cinema, apesar das suas personalidades serem completamente contrastantes. A dupla formou a Danjaq LLC, que ficou responsável pelos direitos dos livros, e a EON Productions, a companhia responsável por produzir os filmes.
Saltzman e Broccoli começaram então a apresentar o projecto aos grandes estúdios de Hollywood, até a United Artists concordar em os financiar com um milhão de dólares. O primeiro filme entrou em produção em 1961, sob a direcção de Terence Young e protagonizado pelo então desconhecido Sean Connery. “Dr. No” foi estreado no ano seguinte e foi um grande êxito mundial.
Durante nove filmes, os dois gozaram de enorme sucesso. Supervisionaram a partida de Connery do papel principal e a chegada de George Lazenby e de Roger Moore. Entre os filmes de Bond, ao contrário de Broccoli, Saltzman produziu outros projectos, como a série “Harry Palmer”, “The Ipcress File”, “Funeral in Berlin” e “Billion Dollar Brain”, todos com o actor Michael Caine.
Em 1975, após uma série de filmes de menos sucesso, Saltzman viu-se a braços com grandes dívidas. Para evitar a falência, vendeu a sua parte da Danjaq a Broccoli por 20 milhões de dólares. O seu último filme, como produtor de James Bond, foi “The Man with the Golden Gun”. Após produzir este filme, fez uma longa pausa na sua carreira para poder cuidar da esposa que estava gravemente doente e salvar também a sua posição financeira. Nos anos seguintes, produziu apenas dois filmes, “Nijinsky” e “Dom za Vesanje”. Morreu aos 78 anos. 

Sem comentários:

Arquivo do blogue

Acerca de mim

A minha foto
- Lisboa, Portugal
Aposentado da Aviação Comercial, gosto de escrever nas horas livres que - agora - são muito mais...