segunda-feira, 5 de março de 2012




EFEMÉRIDEJoel Justino Baptista Serrão, historiador português, morreu em Sesimbra no dia 5 de Março de 2008. Nascera no Funchal em 1919. Licenciou-se em Ciências Histórico-Filosóficas na Faculdade de Letras da Universidade Clássica de Lisboa.


Em 1942 foi director do jornal cultural “Horizonte”, editado pela Associação de Estudantes da sua Faculdade. Este jornal, que publicava escritos de autores ligados ao Neo-realismo, teve um período de vida relativamente curto, em virtude daquela Faculdade estar sujeita a vigilância apertada e constante por parte da PIDE e Joel Serrão ser pessoa muito próxima do, então chamado, “grupo anti-fascista”.


De 1948 a 1972, foi professor de liceu em Viseu, Funchal, Setúbal e Lisboa. Leccionou depois no Instituto Superior de Economia da Universidade Técnica de Lisboa e na Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa. Dirigiu o Centro de Estudos de História do Atlântico na Madeira, foi membro do Conselho de Administração da Fundação Calouste Gulbenkian e professor na Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa.


Entre as obras que publicou, encontram-se monografias históricas de cunho económico ou sociocultural, edições críticas, temas literários e estudos sobre personalidades da cultura como Cesário Verde, António Nobre, Fernando Pessoa, Antero de Quental e António Sérgio. Salienta-se o “Dicionário de História de Portugal”, por si elaborado ao longo de dez anos e considerado um dos marcos da historiografia portuguesa.

Sem comentários:

Arquivo do blogue

Acerca de mim

A minha foto
- Lisboa, Portugal
Aposentado da Aviação Comercial, gosto de escrever nas horas livres que - agora - são muito mais...