segunda-feira, 23 de setembro de 2013

23 DE SETEMBRO - MICKEY ROONEY


 
EFEMÉRIDEMickey Rooney, de seu verdadeiro nome Joseph Yule Jr., actor, realizador, produtor, cenarista e apresentador norte-americano, que actuou no cinema, na televisão e no teatro, nasceu em Brooklin, Nova Iorque, no dia 23 de Setembro de 1920. Ganhou ao longo da sua carreira diversos prémios, entre eles um Oscar, um Globo de Ouro e um Emmy. Foi considerado, no Guinness World Records, como o actor mundial com a mais longa carreira. Vive actualmente em Westlake Village, na Califórnia.
Os pais separaram-se em 1924 e, no ano seguinte, a mãe mudou-se com ele para Hollywood, onde passou a dirigir uma agência de turismo. Foi então que Fontaine Fox colocou um anúncio num jornal, procurando uma criança de cabelos pretos para fazer o papel de “Mickey McGuire”, numa série de curtas-metragens. Sem dinheiro para mandar pintar os cabelos do filho, a mãe escureceu-os passando neles cortiça queimada e levou-o para a audição. O pequeno Joseph conquistou o papel e tornou-se “Mickey” nos 78 filmes cómicos, que foram apresentadas entre 1927 e 1936. Assinou depois um contrato com a MGM para fazer a série “A Family Affair”, que teve bastante sucesso e se prolongou por vários anos (1937/46).
Em 1937, contracenou com Judy Garland em “Thoroughbreds Don't Cry”. A sua estreia em papéis dramáticos deu-se em “Boys Town” (1938), filme que foi lançado pouco antes de seu décimo oitavo aniversário. Garland e Rooney tornaram-se um par de sucesso a cantar e a dançar, tendo actuado juntos em numerosos filmes.
Sendo inquestionavelmente um artista já reconhecido antes da década de 1940, Rooney foi uma das muitas celebridades retratadas no cartoon feito por Tex Avery, da Warner Bros., intitulado “Hollywood Steps Out” (1941). Desde Setembro de 2008, Rooney é o único artista ali representado que ainda continua vivo.
Em 1944, fez o serviço militar durante 21 meses, apanhando a Segunda Guerra Mundial, período durante o qual trabalhou na rádio American Forces Network. Após o regresso à vida civil, a sua carreira no cinema não parou de o celebrizar. Apareceu em vários filmes, incluindo “Words and Music”, em 1948, que foi a sua última aparição no cinema ao lado de Garland. Depois, o programa “The Mickey Rooney Show“ foi apresentado na NBC, em 39 episódios, entre 1954 e 1955.
Entretanto, em 1951, dirigiu a longa-metragem “My True Story”, para a Columbia Pictures. Rooney foi também o actor principal de um telefilme dramático de 90 minutos, “The Comedian”, exibido na noite de São Valentim em 1957.
Em 1960, dirigiu e protagonizou “The Private Lives of Adam and Eve”, uma comédia muito ambiciosa. Nos anos 1960, retomou a sua carreira teatral.
Em 1983, a Academy of Motion Picture Arts and Sciences concedeu-lhe o Academy Honorary Award pelo conjunto da sua obra. Laurence Olivier definiu-o como «o melhor actor de cinema que a América já produziu», sentimento partilhado pelo actor James Mason. Judy Garland disse que ele terá sido «o maior talento do mundo».
Semi-reformado, Rooney ainda apareceu em filmes publicitários da Garden State Life Insurance Company em 1999 e em alguns anúncios lançados em 2007. Trabalha ainda, juntamente com a esposa, numa produção multimédia chamada “Let's Put On a Show!”. Em Maio de 2007, foi nomeado Grand Marshal do Garden Grove Strawberry Festival.
Foi casado oito vezes. A sua primeira mulher foi Ava Gardner. Casou-se pela última vez em 1978, com Jan Chamberlin, casamento que dura até hoje, dia em que completa 93 anos.

Sem comentários:

Arquivo do blogue

Acerca de mim

A minha foto
- Lisboa, Portugal
Aposentado da Aviação Comercial, gosto de escrever nas horas livres que - agora - são muito mais...