sexta-feira, 15 de janeiro de 2016

15 DE JANEIRO - MARIA WALLENSTEIN

EFEMÉRIDEMaria do Bom Sucesso Furtado Taveira de Medeiros Franco Wallenstein, actriz de teatro, professora e tradutora portuguesa, morreu em Lisboa no dia 15 de Janeiro de 2007. Nascera em São Miguel, Ribeira Grande (Açores), em 17 de Junho de 1927.
Estudou no Colégio de S. Francisco Xavier e, depois, no Liceu Antero de Quental, onde começou a representar. Com vinte anos, mudou-se para Lisboa. Licenciou-se em Filologia Românica na Faculdade de Letras de Lisboa. A sua tese de licenciatura teve como título “O Teatro Popular em São Miguel – seus temas e formas”.
Na faculdade, conheceu Carlos Wallenstein, poeta e encenador, também açoriano, com quem casou e teve quatro filhos, entre eles o actor José Wallenstein e o músico Pedro Wallenstein.
Traduziu autores teatrais, como Jean Cocteau (“Les Parents Terribles”), Samuel Beckett (“Va-et-vient”), Eugène Ionesco (“Le Nouveau Locataire”) e Jean Tardieu (“Conversation-Sinfonieta”), entre outros.
Enquanto professora, exerceu funções de orientação pedagógica e de animação cultural, dirigindo acções de formação de professores sobre o Jogo Dramático na Educação.
Depois de reformada, aplicou a sua experiência docente na elaboração de manuais escolares de francês e de português para estrangeiros. Radicada em Lisboa desde 1947, nunca perdeu as profundas raízes que a ligavam aos Açores, mantendo um estreito contacto com as origens e a identidade açorianas.
Entre 1997 e 2000, organizou e dirigiu a publicação de quatro volumes de obras de poesia, contos e teatro do seu marido, Carlos Wallenstein, desaparecido em 1990. Maria Wallenstein faleceu aos 79 anos, vítima de doença oncológica.

NB – Apesar de aprofundadas pesquisas, não foi encontrada qualquer foto de Maria Wallenstein. 

Sem comentários:

Arquivo do blogue

Acerca de mim

A minha foto
- Lisboa, Portugal
Aposentado da Aviação Comercial, gosto de escrever nas horas livres que - agora - são muito mais...