domingo, 3 de janeiro de 2016

3 DE JANEIRO - HENRI CHOPIN

EFEMÉRIDEHenri Chopin, artista e poeta francês, morreu em Dereham, Norfolk, na Inglaterra, em 3 de Janeiro de 2008. Nascera em Paris no dia 18 de Junho de 1922.
Começou a trabalhar ainda não tinha 20 anos. Durante a ocupação alemã, foi mobilizado mas escondeu-se para não se submeter ao colaboracionismo. Foi preso em Junho de 1943. Deportado para a Alemanha, acabou a guerra na companhia de detidos de nacionalidade russa.
Depois da guerra, em 1952, casou-se com Jean Ratcliffe, uma escocesa que o fez travar conhecimento com os escritores Eliot e James Joyce. No ano seguinte, encontrou Altagor, o criador da meta poesia, e tornou-se educador de crianças inadaptadas em Saint-Martin de Ré.
Em 1955, no seguimento da compra de um gravador magnético, começou a experimentar uma poesia mais “corporal” que linguística. Em 1957, publicou os seus poemas nas edições Caractères. Dois anos depois, foi responsável pela publicação de 16 números da revista “Cinquième Saison”. Lançou-se na poesia “objectiva”, que concretizaria através de exposições.
De 1961 a 1963, realizou várias emissões radiofónicas, juntamente com Maguy Lovano, produtora da rádio Paris-Inter. Em 1964, publicou o primeiro número da revista-disco “OU”.
Em 1968, realizou-se o primeiro festival de “poesia sonora”, organizado pela rádio sueca. Henri Chopin, porque se encontrava em Praga na ocasião, não pôde participar.
Em 1971, a televisão suíça transmitiu um filme sobre “poesia sonora”. No ano seguinte, H. Chopin realizou o seu primeiro Hörspiel na Westdeutscher Rund em Colónia e uma emissão de rádio nas ondas da Frnce-Culture. Em 1976, participou num colóquio realizado em Genebra, juntamente com William Burroughs.
Enviuvou em 1985 e, em 1986, instalou-se em Paris. Nos anos 1990, voltou a Inglaterra para viver junto dos dois filhos. De 1992 a 1993, ensinou na Schule für Dichtun‘ (Escola de Poesia) em Viena na Áustria.
Embora tenha sido pouco conhecido, Henri Chopin pode ser considerado uma figura chave no movimento avant-garde francês do século XX. A sua ênfase no som vem lembrar-nos que a linguagem deriva tanto da tradição oral como da literatura clássica.
Como poeta, pintor, artista gráfico e designer, tipógrafo, editor independente, cineasta, radialista e promotor de artes, o trabalho de Henri Chopin é um barómetro das mudanças nos meios de comunicação europeus entre os anos 1950 e 1970.
Aquilo que publicava e o seu design em revistas “audiovisuais” (cada lançamento em papel trazia gravações anexas) reuniu inúmeros artistas e escritores seus contemporâneos.

Sem comentários:

Arquivo do blogue

Acerca de mim

A minha foto
- Lisboa, Portugal
Aposentado da Aviação Comercial, gosto de escrever nas horas livres que - agora - são muito mais...