sexta-feira, 1 de janeiro de 2016

1 DE JANEIRO - TILLIE OLSEN

EFEMÉRIDETillie Lerner Olsen, escritora norte-americana, pertencente à primeira geração de feministas americanas, morreu em Oakland no dia 1 de Janeiro de 2007. Nascera em Omaha, em 14 de Janeiro de 1912.
Filha de imigrantes judeus russos, deixou prematuramente a Omaha Central High School, onde estudava, para ingressar no mundo do trabalho, tendo sido – ao longo do tempo – empregada de mesa, empregada doméstica e tosquiadora. Paralelamente, foi sindicalista e activista política.
Militante socialista, foi durante algum tempo membro do Partido Comunista dos EUA, na década de 1930. Esteve detida algum tempo, em 1934, por ter organizado um sindicato de trabalhadores agrícolas, uma experiência que narrou no semanário “The Nation” e na revista “The Partisan Review”.
Olsen tentou acomodar, num romance, as mudanças na sua própria vida e as circunstâncias políticas da época, obra na qual trabalhou durante os anos 1930. No entanto, só um excerto do primeiro capítulo foi publicado na “The Partisan Review” em 1934, o que lhe valeu no entanto um contrato com a editora Random House. Abandonou porém o livro, devido ao trabalho e às responsabilidades domésticas. Décadas depois, em 1974, o romance foi publicado, inacabado, sob o título “From the Thirties”.
O primeiro livro que publicou foi uma colecção de novelas, “Tell Me a Riddle” (1961). A novela que deu título a este livro recebeu o Prémio O. Henry para a Melhor História Curta do Ano. Esta obra fez parte da matéria de estudo em colégios e universidades dos Estados Unidos.
Outro livro seu, “Silences” (1978), é uma análise do período silencioso da escritora – «a angústia da página em branco, os trabalhos não publicados e os problemas que os escritores operários (e as mulheres em particular) têm para encontrar tempo e se concentrarem na literatura». Uma das suas descobertas foi que todas as grandes escritoras da literatura ocidental, antes do final do século XX, ou não tinham filhos ou tinham empregadas a tempo inteiro parta cuidar deles.
Apesar de publicar muito pouco, Olsen foi bastante influente pelo seu modo de tratar as vidas e pensamentos das mulheres e dos pobres. Recebeu em 1994 o Rea Award for the Short Story, pela sua carreira notável na elaboração de contos e novelas.

Sem comentários:

Arquivo do blogue

Acerca de mim

A minha foto
- Lisboa, Portugal
Aposentado da Aviação Comercial, gosto de escrever nas horas livres que - agora - são muito mais...