quinta-feira, 23 de janeiro de 2014

23 DE JANEIRO - DEREK WALCOTT



EFEMÉRIDEDerek Alton Walcott, poeta e dramaturgo de Santa Lúcia, galardoado com o Prémio Nobel de Literatura em 1992, nasceu em Castries no dia 23 de Janeiro de 1930. Ao receber o Nobel, tornou-se o segundo autor negro, depois de Wole Soyinka, a receber esta distinção. Walcott é conhecido sobretudo pelo seu poema épico “Omeros”, uma adaptação da “Ilíada” às Caraíbas. A sua obra retrata de modo vivo e pitoresco a cultura e os costumes das Antilhas. 
Tendo ficado órfão de pai muito novo, foi criado com dificuldades pela família. A mãe tinha de fazer trabalhos extra de costura para o poder manter na escola anglófona. Foi assim que ele se viu separado da maioria francófona e católica das Antilhas. Encontra-se mais tarde, na sua obra, a necessidade que ele sentiu de ultrapassar a barreira das diferentes línguas faladas nas Caraíbas.
Começou a publicar poemas no fim dos anos 1940 e prosseguiu os estudos na Jamaica. De 1959 a 1976, dirigiu um atelier teatral na Trindade, onde fez representar algumas das suas peças. Em 1981, instalou-se nos Estados Unidos, onde se tornou professor em Harvard e na Universidade de Boston.
Walcott é autor de mais de quinze recolhas de poesia e de uma trintena de peças teatrais, que evocam de modo sublime a vida e a cultura das Caraíbas.
Experimental no seu começo, Walcott orientou-se depois para uma inspiração poliglota e folclórica. A utilização que ele faz da linguagem poética é muito original. Ele mistura, com efeito, a língua inglesa com dialectos ou modos de falar locais, como o crioulo, aos quais acrescenta ainda o francês e o latim.
Encontra-se na sua poesia, a necessidade constante de combinar a tradição europeia clássica, de Homero a Shakespeare, com o folclore das Antilhas. A forma literária que daí resulta é simultaneamente moderna e mestiça. Os seus escritos, que aliam o humor, a ironia, a seriedade e o lirismo, têm uma vocação universal e inspiram-se das criações de Aimé Césaire, Saint-John Perse e Pablo Neruda.
Em 2009, retirou a sua candidatura ao lugar de professor de Poesia na Universidade de Oxford, depois de um dossier anónimo, que o acusava de assédio sexual, ter sido enviado ao comité de selecção. No mesmo ano, escreveu a peça “Marie Laveau and Steel”, uma comédia musical que retrata a vida – na Luisiana – de Marie Laveau, uma praticante de vudu nos Estados Unidos.  

Sem comentários:

Arquivo do blogue

Acerca de mim

A minha foto
- Lisboa, Portugal
Aposentado da Aviação Comercial, gosto de escrever nas horas livres que - agora - são muito mais...