domingo, 5 de janeiro de 2014

5 DE JANEIRO - KONRAD ADENAUER



EFEMÉRIDE Konrad Hermann Joseph Adenauer, advogado e político alemão, nasceu em Colónia no dia 5 de Janeiro de 1876. Morreu em Rhöndorf, em 19 de Abril de 1967. Tinha 73 anos quando, em 1949, foi eleito como primeiro chanceler da Alemanha Ocidental (República Federal da Alemanha), logo após o país ter sido formado, no fim da Segunda Guerra Mundial. Foi reeleito em 1953, 1957 e 1961, renunciando ao cargo em 1963, aos 87 anos de idade.
Estudou em várias universidades até se licenciar em Direito. Foi prefeito de Colónia, entre 1917 e 1933. Como católico, fez oposição ao nazismo e, com a chegada de Hitler ao poder, foi expulso do seu cargo político e obrigado a aposentar-se.
Com a iminência do fim da Segunda Guerra Mundial, em 1944, Adenauer foi mandado para um campo de concentração, de onde só seria libertado quando as tropas aliadas invadiram a Alemanha.
Em 1945, participou na fundação da União Democrata Cristã (CDU). Com o estabelecimento da Alemanha Ocidental, em 1949, Adenauer assumiu o cargo de primeiro chanceler. Entre 1951 e 1955, também foi ministro para os assuntos exteriores. Numa visita a Moscovo, em 1955, conseguiu a libertação de 10 000 prisioneiros de guerra alemães e aceitou as relações diplomáticas propostas pela URSS.
No exercício da sua função de chanceler, Adenauer visava três objectivos essenciais – conduzir o povo alemão para uma situação de liberdade autêntica; inserir o país numa comunidade pacifista de Estados livres; e incentivar, juntamente com os líderes da França e de Itália, a integração europeia. Durante o seu governo, a Alemanha adoptou o regime democrático e iniciou um desenvolvimento económico com bem-estar e equilíbrio social.
Adenauer tinha outro grande objectivo – fazer da Alemanha Ocidental uma protecção para conter a expansão dos soviéticos na Europa. Assim, promoveu um estreitamento das relações com os Estados Unidos e reconciliou-se com a França, abrindo também canais diplomáticos com o estado de Israel. Foi durante o mandato de Adenauer que a Alemanha Ocidental passou a integrar o Organização do Tratado do Atlântico Norte (NATO) e foi reconhecida oficialmente como uma nação independente. A visão política de Konrad Adenauer era a de uma Alemanha livre e unificada, dentro de uma Europa livre e integrada.

Sem comentários:

Arquivo do blogue

Acerca de mim

A minha foto
- Lisboa, Portugal
Aposentado da Aviação Comercial, gosto de escrever nas horas livres que - agora - são muito mais...