segunda-feira, 20 de abril de 2015

20 DE ABRIL - JESSICA LANGE

EFEMÉRIDEJessica Phyllis Lange, actriz norte-americana, nasceu em Cloquet, Minnesota, no dia 20 de Abril de 1949. Conquistou dois Oscars e foi nomeada para outros seis. Na totalidade, foi indicada para 84 prémios, tendo conquistado 37.
Devido às várias profissões do pai e ao facto de ele ser alcoólico, a sua vida em casa era caótica. A família mudou-se para várias cidades no Minnesota, antes de se fixar na sua cidade natal, localidade onde se formou na Cloquet High School. Em 1967, recebeu uma bolsa para estudar Arte e Fotografia na Universidade de Minnesota, onde conheceu o fotógrafo espanhol Francisco Paco Grande, com quem se viria a casar em 1970.
Lange abandonou em seguida a universidade, para levar um estilo de vida boémio. Decidiu viajar com o marido numa pick-up através dos Estados Unidos e do México. O casal instalou-se depois em França e viveram em Paris, onde mais tarde se separaram. O tempo de Jessica na capital francesa, foi um tempo de liberdade e de descobertas. Estudou mímica com o famoso instrutor Étienne Decroux e dançou na Opéra-Comique.
Em 1973, foi para Nova Iorque e começou a trabalhar como empregada de mesa na Greenwich Village. Dividia um apartamento, em Manhattan, com um casal amigo. Foi “descoberta” pelo ilustrador de moda Antonio Lopez e tornou-se um modelo da agência Wilhelmina.
Foi enquanto trabalhava como manequim que foi vista por Dino De Laurentis, que estava à procura de jovens para o remake de “King Kong” e a convidou para o papel principal (1976). O êxito da sua actuação foi mitigado. Seguiram-se, mais tarde, outros filmes com mais sucesso e vários prémios. Consagrou-se definitivamente nas décadas 1980/90.
Estreou-se na Broadway em 1992, no papel de Blanche, na peça “Um Eléctrico Chamado Desejo” de Tennessee Williams. Em 1995, recebeu convite para protagonizar “Francês” (ao lado de Anjelica Huston, Kevin Costner e Sam Shepard), filme que talvez tenha sido o de maior sucesso da sua carreira, com várias nomeações para prémios importantes.
Em 1998, entrou em “Hush”, ao lado da vencedora do Oscar daquele ano Gwyneth Paltrow. A crítica achou o desempenho de Lange muito fraco, o que a levou a ficar longe dos ecrãs durante algum tempo.
A década de 2010 foi gloriosa para ela. Ryan Murphy, o realizador da série de sucesso “Glee”, convidou-a para fazer parte do elenco do seu novo projecto “American Horror Story” e Jessica Lange aceitou. A série teve um sucesso fantástico, em especial junto do público mais jovem, e rendeu à actriz três Emmy Awards e três Globos de Ouro.
Na sua vida pessoal, além do casamento já referido, teve um breve relacionamento com o bailarino e actor Mikhail Baryshnikov e viveu, entre 1982 e 2010, com o actor Sam Shepard.
Entrevistada pelo “The New York Times”, Jessica Lange declarou que pretendia encerrar a sua careira após terminar a quarta temporada de “American Horror Story”.

Sem comentários:

Arquivo do blogue

Acerca de mim

A minha foto
- Lisboa, Portugal
Aposentado da Aviação Comercial, gosto de escrever nas horas livres que - agora - são muito mais...