quarta-feira, 1 de abril de 2015

1 DE ABRIL - EDGAR WALLACE

EFEMÉRIDEEdgar Wallace, de seu verdadeiro nome Richard Horatio Edgar Freeman, jornalista, dramaturgo e romancista britânico, nasceu em Greenwich, Londres, no dia 1 de Abril de 1875. Morreu em Hollywood (onde se fixara em 1931 e onde estava a escrever o argumento do filme “King Kong”), em 10 de Fevereiro de 1932. Foi vítima de diabetes, doença que lhe fora diagnosticada 3 meses antes.
Foi um prolífico autor de histórias policiais e de suspense, que se tornaram muito populares. Escreveu mais de 170 livros, 24 peças de teatro (produzidas depois por ele e representadas num teatro de sua propriedade) e muitos contos policiais para jornais. Numerosos filmes e séries de televisão foram adaptações de romances seus, mais do que de qualquer outro autor. Na década de 1920, um dos seus editores afirmou mesmo que «um quarto de todos os livros lidos em Inglaterra tinham sido escritos por Wallace».
Os pais, quando ele tinha nove dias, entregaram-no para adopção a George Freeman. O jovem Edgar deixou a escola aos 12 anos e teve depois vários empregos, antes de se alistar no exército em 1893. Três anos depois, viajou para a África do Sul, onde serviu no Medical Staff Corps. Durante este tempo, escreveu poemas bem como reportagens para vários jornais. Na tropa, chamavam-lhe “the soldier poet”, o soldado poeta. Os seus poemas de então foram reunidos no volume “The Mission That Failed” (1898).
Depois de regressar à vida civil, tornou-se correspondente da Reuters e trabalhou para vários jornais. Em 1902, foi igualmente editor do “Royal Daily Mail” em Joanesburgo, antes de voltar para Londres.
Casou com Ivy Maude Caldecott, de quem teve quatro filhos. Divorciou-se em 1918 e, três anos depois, casou-se com a sua secretária, Violet King, de quem teve uma filha. A morte da sua primeira mulher em 1925, devido a cancro da mama, deixou-o emocionalmente devastado.
Nos anos 1920 e 30, Wallace era o escritor de mistério mais famoso na Europa e nos Estados Unidos. As suas obras têm enredos complexos, mas claramente desenvolvidos e são famosas pelo seu suspense. Ganhou muito dinheiro com os direitos de autor, mas perdeu-o devido à vida extravagante que levava e às apostas em cavalos.
O seu primeiro romance, “The Four Just Men”, publicado em 1905, foi baseado em matéria recolhida quando de uma reportagem sobre um crime. Seguiu-se “Sanders of the River” (1911). Entre as suas obras mais populares destacam-se “On the Spot” (1931) e a sua autobiografia “People: Edgar Wallace, The Biography of a Phenomenon” (1926).
Edgar Wallace ditava para um gravador todas as suas ideias, que eram depois passadas para o papel pelas secretárias. Ele podia assim produzir um romance em muito pouco tempo, o que explica o número de livros publicados em menos de trinta anos de carreira literária, desde policiais a ficção científica, passando por aventuras e fantásticos. Muitas das transposições para o cinema foram igualmente adaptações suas e realizações dele próprio. 

Sem comentários:

Arquivo do blogue

Acerca de mim

A minha foto
- Lisboa, Portugal
Aposentado da Aviação Comercial, gosto de escrever nas horas livres que - agora - são muito mais...