quinta-feira, 12 de dezembro de 2013

12 DE DEZEMBRO - GEORGE MONTGOMERY



EFEMÉRIDE George Montgomery Letz, actor e realizador de cinema norte-americano, morreu em Rancho Mirage, Califórnia, no dia 12 de Dezembro de 2000. Nascera em Brady, Montana, em 29 de Agosto de 1916. É recordado pelos muitos westerns que protagonizou, sobretudo na década de 1950.
George Montgomery era o mais novo dos quinze filhos de uma família de imigrantes ucranianos. Estudou durante algum tempo na Universidade de Montana, mas o seu interesse pelo cinema levou-o rapidamente a tentar a sua sorte em Hollywood. Em 1935, durante a Grande Depressão, conseguiu ser contratado como figurante e, nos anos seguintes, apareceu em diversos filmes de Gene Autry e Roy Rogers. Foi também duplo de vários actores, inclusivamente de John Wayne.
Em 1938, sob o nome de George Letz, conseguiu papéis de maior destaque em vários filmes da Republic Pictures. Em seguida, foi contratado pela 20th Century Fox, onde passou a ser conhecido por George Montgomery. Apareceu como astro de alguns dramas juvenis e também como coadjuvante em produções mais ambiciosas. Finalmente, em 1941, foi estrela nos seus dois primeiros westerns: “Riders of the Purple Sage” e “Last of the Duanes”.
Em 1943, com a carreira em ascensão mas com os Estados Unidos em plena Segunda Guerra Mundial, Montgomery decidiu alistar-se no exército, de onde só saiu no fim do conflito, com o posto de sargento. Retomou então a sua actividade cinematográfica na Fox, onde fez mais três filmes. Num deles, “The Brasher Doubloon” (1947), personificou o detective Philip Marlowe, famosa criação do escritor Raymond Chandler. No entanto, os tempos eram outros, novos actores tinham surgido e os convites rareavam. Para manter os lucros, os estúdios diminuíram o número de actores contratados e Montgomery sofreu as consequências.
Gostando de fazer trabalhos com madeira desde a infância, Montgomery passou a trabalhar numa fábrica de móveis, enquanto fazia westerns de orçamento mediano, que o tornaram no entanto conhecido e apreciado pelo público. Na década de 1950, trabalhou exaustivamente na Columbia Pictures, na United Artists e na Allied Artists, entre outros estúdios. Não se limitou porém a este género de películas, protagonizando também aventuras na selva, policiais e filmes de guerra.
Entre 1958 e 1959, trabalhou nos vinte e seis episódios da série televisiva “Cimarron City”, fazendo o papel de xerife da cidade. Da década de 1960 em diante, actuou não só como actor mas também como produtor, guionista e realizador de alguns dos seus filmes. O seu último western foi “Hostile Guns” (1967) para a Paramount. Finalmente, em 1972, abandonou o cinema, afirmando que os guiões que lhe eram oferecidos careciam de qualidade.
Montgomery preferiu dedicar-se então às suas verdadeiras paixões: fabrico de móveis, pintura e escultura em bronze. Esculpiu, entre outros, Clint Eastwood, Ronald Reagan e John Wayne. Também projectou a estatueta correspondente ao Prémio Ralph Morgan, patrocinado pela Screen Actor's Guild.
Casou-se apenas uma vez, em Dezembro de 1943, com a cantora Dinah Shore, que lhe daria a sua única filha em 1947. Adoptaram também uma criança, em 1954. Divorciaram-se em 1962, o que causou surpresa nos meios cinematográficos, em razão da longevidade do casamento. No ano seguinte, sofreu uma tentativa de assassinato, por parte da sua empregada doméstica, que alegadamente sofria de obsessão pelo actor.
Montgomery faleceu vítima de problemas cardíacos e o seu corpo foi cremado e as cinzas enterradas em dois cemitérios diferentes: um, próximo da sua residência e outro, próximo da sua cidade natal. Ao longo da carreira, terá actuado em cerca de 100 filmes e realizado seis.

Sem comentários:

Arquivo do blogue

Acerca de mim

A minha foto
- Lisboa, Portugal
Aposentado da Aviação Comercial, gosto de escrever nas horas livres que - agora - são muito mais...