segunda-feira, 30 de dezembro de 2013

30 DE DEZEMBRO - ROBERT HOSSEIN



EFEMÉRIDERobert Hossein, actor, encenador e realizador francês, nasceu em Paris no dia 30 de Dezembro de 1927. Filho de um compositor de origem iraniana e de uma comediante ucraniana, começou a seguir muito cedo cursos de teatro. Desempenhou o seu primeiro papel aos 19 anos, na peça “Les voyous”. Durante um certo tempo, dedicou-se à encenação, nomeadamente com “Docteur Jekyll et Mister Hyde”, ”La Chair de l'orchidée” e ”L'Homme traqué”.
Em 1970, tomou a seu cargo o Teatro Popular de Reims. De volta a Paris, lançou-se numa série de grandes espectáculos, no Palácio dos Desportos e no Palácio dos Congressos de Paris – “O Couraçado de Potemkine”, “Notre-Dame de Paris” e “Danton et Robespierre”, entre outros. O musical “Os Miseráveis” teve igualmente grande sucesso e seria apresentado na Broadway. Entre 2000 e 2009, dirigiu o Teatro Marigny.
Em 1948, no filme “Le Diable boiteux” de Sacha Guitry, foi um dos figurantes. A sua carreira cinematográfica começou verdadeiramente com o filme de Jules Dassin “Du rififi chez les hommes”. Mais tarde, foi um dos actores favoritos de Roger Vadim e trabalhou com Yves Allégret e Nadine Trintignant, dando também réplica a Michèle Morgan, Françoise Arnoul, Brigitte Bardot, Catherine Deneuve, Annie Girardot, Sophia Loren e Monica Vitti.
Em 1955, realizou o seu primeiro filme, “Les salauds vont en enfer”, adaptação de uma peça de teatro de Frédéric Dard, filme em que foi também actor. Seguiram-se outras películas, na maioria das quais também fez parte dos respectivos elencos. De salientar, “O Vampiro de Dusseldorf” que realizou e interpretou, contracenando com Marie-France Pisier, sua companheira de então.
Multiplicou depois as suas aparições como actor, trabalhando com realizadores e actores de nomeada, como – por exemplo – Claude Lelouch e Jean-Paul Belmondo.
Em Dezembro de 1955, consorciou-se com Marina Vlady, de quem tem dois filhos, tendo-se divorciado posteriormente. Aos 34 anos, casou-se com Caroline Eliacheff, então com pouco mais de 15 anos. Mais um filho e novo divórcio, casando-se com Candice Patou em 1976.
Em 2007, apresentou a peça intitulada “N'ayez pas peur” sobre a vida do Papa João-Paulo II. Hossein convertera-se ao catolicismo aos quarenta anos, tendo uma grande devoção pela Santa Teresa de Lisieux.
Entre as distinções que recebeu, salienta-se: Molière de Honra (1995), Grande Medalha da Cidade de Paris (2000), Comenda da Legião de Honra (2005) e Comenda da Ordem de Mérito Cultural do Mónaco (2006).
Ao todo, já fez cerca de cem filmes, oito séries de televisão e mais de trinta peças de teatro, tendo encenado para cima de 50 peças teatrais e outros eventos de grande espectáculo.

Sem comentários:

Arquivo do blogue

Acerca de mim

A minha foto
- Lisboa, Portugal
Aposentado da Aviação Comercial, gosto de escrever nas horas livres que - agora - são muito mais...