segunda-feira, 4 de junho de 2018

4 DE JUNHO - STEVE LACY


EFEMÉRIDE - Steve Lacy, de seu verdadeiro nome Steven Norman Lackritz, saxofonista e compositor de jazz norte-americano, morreu em Boston no dia 4 de Junho de 2004. Nascera em Nova Iorque, em 23 de Julho de 1934. Começou a sua carreira com o jazz tradicional, antes de se iniciar no livre jazz com Cecil Taylor. Viveu muito tempo na Europa e, particularmente, em Paris.
Steve Lacy entrou no mundo da música e do jazz por intermédio da fotografia, realizando retratos de músicos de jazz nova-iorquinos.
Foi no começou dos anos 1950 que ele começou a tornar-se músico profissional. Tocava jazz tradicional em clubes e aprendia as bases desta música com o clarinetista Cecil Scott, trinta anos mais velho que ele. Tocava clarinete, flauta e saxofone, na companhia de grandes figuras da época. Ele escutava igualmente os novos que aparecem e o bebop que prospera.
O encontro decisivo, porém, foi com o pianista Cecil Taylor, com quem tocou de 1953 a 1959.  Especializou-se num instrumento bem específico, o saxofone soprano, e tornou-se um dos intérpretes de referência.
Cecil Taylor fê-lo descobrir outro pianista, Thelonious Monk, igualmente compositor, a quem Steve consagrou uma grande parte das suas gravações e que acompanhou durante vários meses em 1960.
Steve Lacy entrou decididamente no mundo do free jazz, fundando em seguida -  com o trombonista Roswell Rudd - um quarteto que de 1961 a 1964 interpretou a música de Monk. Simultaneamente, multiplicou as colaborações e gravou com o compositor, pianista e chefe de orquestra Gil Evans. 
Depois de uma breve estadia na Argentina, partiu para a Europa. Começou a tocar na Suécia e na Itália. Em 1968, instalou-se em Roma, onde encontrou Irene Aebi, que se tornou sua inspiradora e sua colaboradora como cantora e violonista. Vieram a casar-se em 1993.
No começo dos anos 1970, instalou-se em Paris e constituiu um grupo com composição variável. Pôs em música textos de vários escritores, como Jack Kerouac e William Burroughs.
No fim dos anos 1990, decidiu deixar Paris. Residiu algum tempo em Berlim, onde criou uma ópera em 1997 - “The Cry”. Em 2001, voltou a viver nos Estados Unidos, passando a ensinar no departamento de jazz de um conhecido conservatório de Boston, The New England Conservatory.

Sem comentários:

Arquivo do blogue

Acerca de mim

A minha foto
- Lisboa, Portugal
Aposentado da Aviação Comercial, gosto de escrever nas horas livres que - agora - são muito mais...